-posts recentes

- Rezas populares

- Freguesias do Concelho

- MEDICINA CASEIRA

- Canções do Ferro Bico

- ABEL CAMPOS SEQUEIRA (Fun...

- FERRO BICO

- ANTÓNIO MENANO - FADO DE ...

- Fornos de Algodres

- Festas na Vila de Fornos

- Fornos antigamente

-arquivos

- Agosto 2007

- Setembro 2006

- Julho 2006

- Junho 2006

- Maio 2006

- Abril 2006

-mais sobre mim

Quarta-feira, 3 de Maio de 2006

A imprensa que se escrevia em Fornos de Algodres nos fins do séc. XIX, princípios do séc. XX

Monselhor Pinheiro Marques, escreveu no "Terras de Algodres", o seguinte sobre a imprensa que se publicava em Fornos de Algodres;
          
     Com consequência do Grande desenvolvimento do Concelho na segunda metade do século XIX , principiou a publicar-se nesta Vila, em 15 de Outubro de 1867, o semanário "Gazeta da Beira", redigido, até ao n.º 11, pelo Dr. António Cândido de Figueiredo, que depois veio a ser o escritor e notável filólogo que todo País conheceu.
    Do n.º 12 em diante teve como redactores António Augusto da Mota Feliz e Dr. Manuel Homem da Costa Cabral, advogado e abade de Infias.
    Suspendeu com o n.º 614, em 28 de Janeiro de 1886.
    Viveu quási 20 anos.
    Em 1885 principiou a publicar-se, sob a direcção do sobredito Abade de Infias, o semanário "A União", que suspendeu em 1892. Defendia a política progressista.
    Em 1920, redigido pelo Dr. João de Andrade da Mota Feliz, principiou a publicar-se a "Tribuna da Beira", cujo 1.º número saiu em 25 de Junho do dito ano.
    Apresentou-se como semanário republicano independente.
    a partir do n.º 23 passou a ser dirigido por Eugénio de Pina Cabral, com a colaboração de Adelino Augusto da Fonseca, professor primário da Muxagata.
    Suspendeu a publicação, com o n.º 55, em 30 de Abril de 1922.
    Em 1 de Abril de 1923 iniciou a sua publicação o semanário independente, ilustrado, "A Opinião", sob a direcção do Dr. José Cabral, advogado.
    Suspendeu, com o n.º 22, em 28 de Outubro do mesmo ano.
    "A Voz do Povo", quinzenário republicano socialista, começou a publicar-se em 1 de Dezembro de 1924, sob a direcção, até ao n.º 19, do Dr. António de Pina Furtado, advogado e notário.
    Suspendeu a publicação, com o n.º 40, em 15 de Agosto de 1926.
    Em 31 de Maio de 1925 principiou a publicar-se, em oposição ao anterior, o quinzenário. "A Defesa" sob a direcção do Padre Bernardino Dias de Albuquerque, vigário de Algodres.
    Suspendeu a publicação com o n.º31, em 9 de Setembro de 1926.
    Em 26 de Junho de 1925 publicou-se sob a direcção do Dr. José Cabral, um número único do jornal " O Gládio", em forma de panfeleto.
    " A Luz", de reduzido formato, semanário republicano, defensor dos interresses da região, saiu em 17 de Abril de 1927, suspendendo com o n.º 5 em 5 de Junho do mesmo ano. Foi seu Director José Maria Ferreira.
    Em, 18 de Março de 1928, apareceu, sob a direcção do Dr. António Furtado, "OBeirão", quinzenário republicano independente, sendo seus redactores José C. Ferreira de Abreu e José Coelho Flor. Apenas se publicaram dois números.
    Em 23 de Abril de 1933 saiu, sob a direcção do Dr. José Cabral, um número único do Jornal ilustrado "Fornos de Algodres", comemorativo das festas da inauguração da luz eléctrica, Biblioteca e pelourinho.
            
                   ------------------------------------------------------
   




 GAZETA  DA  BEIRA
Jornal político e noticioso

 Redactor principal: A. A. da Motta  Feliz
 n.º 606     Domingo 13 de Maio de 1883

NOTICIÁRIO

 FOME!
- Conta-nos que os professores d'este Concelho, privados dos seus ordenados há 11 meses, estão resolvidos a fecharem as escolas, para irem, n'outro qualquer mister procurar meios de subsistência!

  Elles, fechando as escolas, não abandonam os seus logares, mas vão procurar os meios que lhes são indispensáveis á vida, e que lhes nega quem lhes impõe obrigações, e exige serviços.
  Sabemos que a culpa d'este estado violento cabe unicamente ao Governo.


EXAMES
- Devem verificar-se na segunda feira, segundo nos consta, nos Paços do Concelho d'esta Villa, os exames de instrucção primária elementar dos alunnos para elles habilitados nas escolas Concelhias.



PROFESSOR DISTINCTO

- Merece esta classificação o professor effectivo de instrução primária elementar, e interinamente da complementar, o Senhor Padre Manoel Gouvêa.

  Há quatro annos professor n'esta villa, em quasi todos elles tem habilitado para os exames de admissão aos lyceus não pequeno numero d'alunnos, obtendo estes excellentes classificações em Vizeu e Guarda.
  Ainda agora recolheu da Guarda, aonde seis dos alunnos fizeram exame, tendo obtido entre 11 e 14 valores.
  Conhecemos poucos professores, tão devotados á instrução dos seus alunnos, se bem que o estado lhe pague - privando-o dos seu respectivo ordenado.


DECLARAÇÃO
- Estamos competentemente auctorisados a declarar que o ex. mo sr. dr. Francisco d'Albuquerque Couto, administrador do Concelho de Mangualde, não deixa o logar que ora ocupa para passar a escrivão da comarca de Vizeu.
  Nós poblicámos essa noticia, porque a lemos n'outro jornal.


BANCO DE COIMBRA
- Estão em Mangualde um advogado e um guarda livros d'este banco a tomarem contas ao celebre dr. Castro, antigo gerente da Caixa Filial, e actual agente. Foi-lhe retirada a procuração, e protestada uma letra de 6.900$00 reis.
  Está verificado o que haviamos previsto.


ESTAÇÃO TELEGRAPHICA
- Está montada a d'esta villa, e mal comprehendemos qual o motivo porque se não abre ao serviço publico.


TEMPO
- Parece-nos que o inverno que em maio tanto nos tem flagellado está resolvido a favorecer-nos com a sua ausencia. A temperatura subiu, e o barometro começou também a indicar mudança de tempo.


ANUNCIOS


PHARMACIA-FELIZ
LARGO DA MISERICORDIA
FORNOS DE ALGODRES

          Abriu-se em fins de abril esta pharmacia, abundantemente fornecida de drogas, produtos chimicos e pharmaceuticos, tanto nacionais como estrangeiros.

          Todos os medicamentos são manipulados com aceio e exactidão, a toda a hora do dia ou da noite, para o que está sempre na pharmacia um praticante com prática que a lei exige.


   -----------------------------

Sabonetes d'alface
Sabonetes d'alcatrão
Sabonetes de leite d'amendoas
Sabonetes de glycerina
          Á venda na - PHARMÁCIA FELIZ - Fornos de Algodres


------------------------


Vinho de quina La Roche
Vinho de Vivien
Vinho nutritivo de Peptona
Á venda na - PHARMÁCIA FELIZ - Fornos de Algodres


---------------------------------


VILLAR FORMOSO

Restaurante do Caminho de Ferro

             C. Thomaz, proprietário d'este restaurante, com excellentes acomodações para hospedes, fornece jantares a 500 reis, á mesa redonda, e almoços a 400 reis. Camas a 200 reis.
             Tem ainda jantares e almoços para preços mais reduzidos.
             O serviço é abundante, variado, e aceado. Quasi sempre se encontra n'esta casa excellente peixe.
             Tem vinhos finos, licores, charutos e cigarros das primeiras qualidades.
             Tem cavallariças e quartos para creados.


                     -------------------------------------------------


DIVERSAS


    Os nossos marmores de Extremoz, são egoaes aos d'Italia. Junto áquela villa montou-se agora uma fábrica para a exploração e cerração d'aquelles marmores, e ha já grandes pedidos para o estrangeiro.

                   ------------------------------------------------------

    Noticias de Madrid dizem que os reis de Portugal só sahirão de Lisboa no dia 21 do corrente.

               --------------------------------------------

    O milho está tomando um alto preço nos Concelhos limitrophes de Coimbra, porque se perderam quasi na totalidade as ultimas sementeiras.

             ---------------------------------------------

    Vieram noticias da ocupação do Luango e Ponta Negra pelos Franceses.
    Os principes indigenas não reconhecem a autoridade dos francezes, e continuam a ter içada a bandeira portuguesa. E' alli horrivelmente olhada a ocupação franceza.

             -------------------------------------------

    A junta geral do distrito de Vizeu vae contrahir um emprestimo de 40 contos de reis, para pagar obras publicas ultimadas, visto o governo não ter pago a quantia a que era obrigado.
          
             ------------------------------------------

    Em Lisboa foi uma senhora curada de cegueira completa pelo magnetismo.
    Em um dos olhos faltava-lhe a vista há 26 anos.
    Foi uma cura prodigiosa.

              -----------------------------------------

    O nosso governo assinou o contracto para a navegação a vapor entre Lisboa e os portos da provincia de Moçambique.

              -----------------------------------------

    Em Lisboa nenhum cocheiro poderá exercer a sua arte sem que saiba ler e escrever.

               ----------------------------------------

    As bullas pontificais e mais despezas com os novos prelados custam-nos réis 7:200$000.  O nosso ministro junto da Santa Sé recebe 300$000 réis por cada bulla.


publicado por Luis Pina às 10:45

link do post | comentar | favorito
|

-mais sobre mim

-pesquisar

 

-Agosto 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
23
24
25

26
27
28
29
30
31


-links

-Fazer olhinhos

blogs SAPO

-subscrever feeds